Escolas Municipais de Itaquá promovem Ação de Paz em memória das vítimas do atentado à E.E. Prof° Raul Brasil

03

Nesta quarta-feira, dia 20 de março, todas as escolas do Sistema Municipal de Ensino de Itaquaquecetuba farão uma ‘Ação de Paz’ em memória às vítimas do atentado na E.E. Prof° Raul Brasil, que ocorreu no último dia 13, na cidade de Suzano. A mobilização será desenvolvida através de diversas linguagens que disseminem o discurso de paz e de solidariedade na comunidade escolar, o que poderá ocorrer por meio de cartazes, encenações, apresentações musicais, leitura de poemas, orações, painéis, danças e outros.

A ‘Ação de Paz’ terá início às 9h10 com abertura dos portões para a comunidade e inicio das ações. Às 9h30 haverá um minuto de silêncio em respeito às vítimas e demais envolvidos na tragédia. O horário marca o momento em que a mídia noticiou o ataque junto à escola. As homenagens por parte dos alunos, professores e rede de ensino de Itaquá se estendem até 9h50.

A iniciativa da Prefeitura através da Secretaria Municipal de Educação, Ciência, Tecnologia e Inovação de Itaquaquecetuba (Semecti) e da Secretaria Municipal de Segurança e Urbanização propõe que todas as unidades escolares parem as atividades de ensino aprendizagem por 40 minutos para refletir sobre o ocorrido no município vizinho e reforçar para a comunidade e para os alunos que é por meio da socialização primária que são interiorizadas normas e valores, bem como formas de relacionamento.

Além disso, as secretarias pretendem a partir de então traçar novas estratégias de acordo com a realidade de cada núcleo escolar para aprofundar o tema visando o combate à violência. Cerca de 100 pessoas envolvendo diretores, coordenadores e supervisores escolares participaram da reunião realizada nas dependências do cinema Moviecom, no D’ávo, na manhã desta segunda-feira (18) para detalhar a importância da mobilização em torno de assuntos.

O encontro a convite da Secretaria de Educação e de Segurança abordou o excesso de violência em que crianças e jovens estão expostos e a ausência da família na socialização primária, como o caminho que possibilita o desdobramento da prática da intimidação sitemática (bullying) e toda espécie de violência no âmbito de ensino.

A secretária de Educação, Jane Moura Santos, explicou que é de suma importância o envolvimento de todos demonstrando preocupação com os problemas enfrentados na atualidade.

A ação conta com o apoio de toda equipe do Projeto Sementinha do Grupo Unido de Resistência às Drogas (Guard), da Secretaria de Segurança, assim como da equipe do Programa Educacional de Resistência às Drogas e a Violência (Proerd), que já atuam nas escolas municipais.

Também estiveram presentes no encontro a secretária adjunta de Educação, Verônica Cosmo, acompanhada do supervisor Elizeu de Miranda Corrêa, responsável pela Assessoria de Projetos Educacionais e Eventos da Semecti, os guardas municipais do Projeto Sementinha do GUARD, representando a secretaria de Segurança, Drª Vânia Penezi Ahmad Bakr e a equipe do Proerd, o PM José Roberto e o PM Célio.

Texto: Natachy Araújo

Fotos: Rafael Crisóstomo

DSC_0025 DSC_0026 DSC_0028 DSC_0032 DSC_0035 DSC_0038 DSC_0041