Semecti em parceria com Instituto Mpmulanga e o Instituto EDP, realizam formação continuada “Viva com Arte” – Ano 2.

DSC_0315

A Prefeitura Municipal de Itaquaquecetuba, por meio da Secretaria Municipal de Educação, Ciência, Tecnologia e Inovação de Itaquaquecetuba (Semecti), em parceria com o Instituto Mpumalanga Cultura, Tecnologia e Meio Ambiente e o Instituto EDP, realizou a continuidade à Formação Continuada “Viva com Arte” – ano 2, nos dias 23 e 24 de março de 2017, no período das 8h às 17h30’. A ação ocorreu no auditório da Semecti e teve como público alvo professores, gestores, educadores e agentes de cultura. É pertinente destacar que, no primeiro dia (23) o curso atendeu os profissionais diplomados pela realização do curso no ano de 2016, sendo atendidos pela Formação Continuada Viva com Arte – Mpumalanga/2017 – Ano 2. E, no dia 24, a demanda atendida foi formada por uma nova turma inclusa na Formação Continuada Viva com Arte Mpumalanga/2017 – Ano I. A iniciativa tem patrocínio da EDP, distribuidora de energia elétrica do Alto Tietê, Vale do Paraíba e Litoral Norte de São Paulo, por meio do Instituto EDP. 

Segundo a assessoria de imprensa do Instituto Mpumalanga, a Formação Continuada Viva com Arte é uma plataforma educacional desenvolvida pelo Instituto Mpumalanga há 10 anos, que visa contribuir para o desenvolvimento de crianças e adolescentes, considerando seus direitos fundamentais à educação, à cultura e à liberdade. E nesse sentido, as oficinas de formação terão como fio condutor o trabalho com as linguagens artísticas associadas aos processos de aprendizagem nos domínios cognitivo, afetivo e psicomotor. As atividades programadas serão realizadas por módulos, conforme a construção coletiva e a reflexão conjunta com os participantes. A Formação Continuada Viva com Arte contempla professores e educadores de disciplinas diversas, incluindo professores generalistas, sem obrigatoriamente terem a formação específica nas linguagens artísticas. Os participantes recebem o material didático que será utilizado nas oficinas de formação, como também o certificado de conclusão ao término do curso.

A Formação Continuada Viva com Arte – Ano 2, tem como objetivo principal reforçar a compreensão do conceito do Ser Integral, ampliando o repertório, conteúdos, formas de mediação e estratégias da metodologia “Viva comArte”. Já a Formação Continuada Viva com Arte – Ano 2, tem como objetivos: a) compreender as bases conceituais do método Viva com Arte a partir da reflexão da educação escolar, entendendo onde se inserem os elementos norteadores e os princípios pedagógicos da prática do sensível e da aprendizagem integral; b) desenvolver a técnica da Cartografia Social Escolar, com objetivo de registrar experiências e representações sócio-espaciais para identificar desafios socioculturais na forma de uso do território escolar e entorno; c) aprimorar a percepção corporal a partir da experimentação das motivações individuais e coletivas no tripé: pensar-sentir-agir; d) experimentar as linguagens artísticas e seus elementos fundadores em dinâmicas que permitam observar e (re)construir pontes educativas no corpo (dança=movimento, música=voz, oralidade=memória, estímulos visuais e sociais=cultura e identidade); e) apreender o processo de criação com os elementos das linguagens artísticas, a partir de  estímulos táteis, visuais, sonoros, imagéticos e cinestésicos e a partir de movimentos e expressões orais que valorizem o processo colaborativo, de autoria, criativo, de afeto e de relação com o meio, evidenciando o patrimônio cultural material e imaterial local; f) desenvolver processos que envolvam a capacidade criativa e o planejamento de atividades de ensino com as linguagens artísticas; g) propiciar o entendimento do conhecimento pertinente, que articula de forma dinâmica as disciplinas escolares aos contextos  de vida.

A Secretária Municipal de Educação, Ciência, Tecnologia e Inovação, profª Mª Verônica Cosmo Barbosa, entende que todo o profissional, sobretudo o professor, precisa estar atualizado e agir em perfeita sintonia com o seu tempo, desta forma, “o processo de formação continuada, se faz necessário na construção diária de cada profissional, sendo assim, compartilhar os saberes e as vivências entre seus pares e atuar como agente multiplicador junto aos discentes são fatores determinantes para o desenvolvimento do sistema educacional.”

A titular da pasta da Educação disse ainda que, todos os benefícios que o município vem conquistando na seara da educação, por meio de parcerias com institutos e empresas de grande porte, como, por exemplo, neste mês, além dos Institutos Mpumalanga e EDP, com a Universidade Guarulhos e EE Homero Fernando Milano, só é possível devido ao irrestrito apoio e o olhar sensível que o prefeito Dr. Mamoru Nakashima, dispensa em todas as ações de sua administração, especialmente quando se trata de nossas crianças, concluiu a professora.

Monitorou a capacitação os seguintes profissionais do Instituto Mpumalanga: Anton Zacharkow, professor e Diretor de Teatro, com curso de formação de atores pela Escola de Arte Dramática da Escola de Comunicação e Artes (ECA) da Universidade de São Paulo. Giba Conceição, percussionista, compositor e improvisador, estudioso da raiz da música percussiva.  Luciana Oliveira, Cantora, Compositora e Arte Educadora pela Universidade de Brasília (UNB), Especialista em Gestão Cultural. Possui 3 CDs gravados.

Ocimar Machado Franco, compositor, arranjador, regente e professor da Fundação Pierre Verger, graduado em música pela Universidade Federal do Estado da Bahia (UFBA).

 

Instituto Mpumalanga

 

O Instituto Mpumalanga é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) que tem a missão de Executar ações para garantia dos direitos de crianças e jovens por meio de uma educação transformadora da realidade social. No Brasil, iniciou sua atuação no ano de 2007, com o Projeto Itinerante “Caravana das Artes” em parceria com o UNICEF, ESPN e Disney, ação que transita por municípios de pouco acesso à oportunidades na área de educação, multiplicando o conceito “VIVA COM ARTE” de aprendizagem com o atendimento de crianças e jovens, além de capacitação aos professores da rede pública de ensino.

 

Instituto EDP

 

O Instituto EDP é uma organização que coordena as ações socioambientais do Grupo EDP, foi criado no final de 2007, e iniciou suas atividades em 2008. Representa o compromisso da empresa para o desenvolvimento humano e social: por meio do acesso à cidadania, à cultura, ao esporte e à educação, incentivando cidadãos a repensarem suas atitudes de consumo e engajamento social, e, expressando seu investimento no Brasil. O Instituto investe na comunidade promovendo e apoiando projetos em dois grandes eixos estratégicos: Educação & Desenvolvimento Local e Cultura & Esporte.

 

Elizeu de Miranda Corrêa

Assessoria de Projetos Educacionais e Eventos

DSC_0459 DSC_0301 DSC_0437